GALO BOTA UM PÉ NA FINAL; RAPOSA PODE REVERTER!
27/10/2016 14:47 em Colunistas

Por: Guilherme Souza

          Definidos os primeiros noventa minutos das decisões Minas x Rio Grande do Sul, em busca de uma vaga na final da Copa do Brasil. Galo e o Grêmio largaram na frente, vencendo seus compromissos fora de casa e marcando gols na casa adversária. O Atlético venceu o Inter por 2x1 em Porto Alegre e pode até ser derrotado por 1x0 em BH, que avança à final. A Raposa foi derrotada para a equipe gremista, no Mineirão, por 2x0 e se complicou na competição.

         O Galo foi até Porto Alegre para um jogo complicado. Se pensa em facilidade quando se olha a situação do Colorado na tabela de classificação do campeonato brasileiro. Se engana quem pensa assim. A Copa do Brasil é outra competição, é uma competição que o Inter entra com outro psicológico e com outro objetivo, além da moral, após reverter diante do Santos na fase anterior. O Galo foi bastante inteligente, com uma sábia estratégia de Marcelo Oliveira, que escalou três volantes, como na vitória sobre o Palmeiras em São Paulo, e explorou os erros do time gaúcho. Logo aos três minutos, em uma jogada de persistência do argentino Lucas Pratto, o Galo fez o primeiro com Rômulo Otero. A partir daí o time alvinegro foi bastante pressionado, como é comum no Beira - Rio, e contou com mais um dia inspirado de Victor. Na segunda etapa, veio o que já era esperado, o Inter conseguiu o empate em uma cobrança de penalti de Willian. O Atlético não se abateu e continuou buscando o segundo gol, que até saiu, mas a arbitragem assinalou falta de Carlos César antes de servir Lucas Pratto. Mas aos 45, em uma bela jogada de Cazares e Luan, de pé em pé, no apagar das luzes o Atlético vence o Internacional fora de casa com Lucas Pratto e sai na frente por uma vaga na final. Há de se ressaltar os méritos de Marcelo Oliveira nas substituições pontuais, principalmente de Cazares.

        A Raposa recebeu o Grêmio no Mineirão, em um duelo de oito títulos da competição, sendo quatro para cada lado. Duelo dos dois maiores campeões do torneio. Ou seja, era "briga de cachorro grande". Mais uma vez, o time celeste contou com o apoio das arquibancadas. A China Azul foi mais de 50 mil torcedores vibrando e pulsando com o time. Porém, o resultado dentro das quatro linhas não foi o esperado. O que se viu foi um time bastante apático, abalado por um apagão, que foi aproveitado pelo garoto Luan, que em uma bela jogada de Marcelo Oliveira, o selecionável Luan deu um tapa de maestria e botou no ângulo de Rafael, com a bola ainda tocando na trave. Um golaço. Após o gol gremista, era inevitável que não ocorresse ''um banho de água fria''. O Cruzeiro seguiu tentando, mas sem sucesso. Muito nervoso e pouco inspirado na criação. Mano Menezes voltou com Alisson na vaga de Lucas e foi para o ''tudo ou nada''. Mas o time não respondeu à mudança e acabou sofrendo o segundo gol, do experiente Douglas. Fim de jogo. E um resultado inesperado e que complica e muito a vida do time mineiro.

         Acredito que o Galo esteja com um pé na final. Uma classificação muito encaminhada. Já a Raposa, tem uma tarefa bastante complicada fora de casa, mas se tratando do peso da camisa celeste, com a história que tem, sobretudo, na própria competição, é possével sim a reversão em Porto Alegre.

         Antes da decisão, tem Campeonato Brasileiro no meio de semana e com decisões para ambos. Para quarta-feira, sorte aos dois e que possamos reeditar a final de 2014! 

 

 

  

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!