Brasileirão: 32ª rodada positiva para os mineiros
25/10/2016 - 0h46 em Esporte

 

Por Vinícius Silveira

Alô amigos da Rádio Barreiro

A última rodada do Campeonato Brasileiro da Série A foi positiva para nossos times mineiros. Cruzeiro, Atlético e América cumpriram seus compromissos e saíram de campo vitoriosos. O time celeste foi até Salvador, e derrotou o Vitória por 1 a 0. Pouco depois, o Galo não deu chances ao Figueirense, e emplacou 3 a 0. No encerramento da rodada, o Coelho ganhou do Atlético-PR também por 1 a 0 e deixou a lanterna do Brasileirão.

***

A vitória do Cruzeiro encaminhou a permanência celeste na primeira divisão. Os cruzeirenses precisam de apenas quatro pontos para atingir 45 pontos, pontuação necessária para se livrar do rebaixamento. O gol que fez a China Azul vibrar foi marcado por Ariel Cabral. 

O técnico Mano Menezes surpreendeu a muitos, escalando uma formação que ainda não havia entrado em campo em nenhuma partida do Brasileirão, e poupou jogadores importantes como Ábila, Robinho e Bruno Rodrigo, titulares absolutos, deixando claro que a Copa do Brasil também está nos planos. 

O ponto máximo da partida foi o goleiro Rafael. O camisa 12 mostrou novamente que não é apenas o reserva do consagrado Fábio, mas também uma possibilidade real de se tornar titular. Aos 28 anos, ele pegou o quarto pênalti com a camisa cruzeirense, além de passar segurança para os jogadores, comissão técnica e torcida.

O goleiro Fábio, que se recupera de lesão e voltará só em 2017, retornará a meta celeste muito mais pelo nome e a liderança que adquiriu nos 11 anos em que defendeu a camisa cruzeirense, do que pela parte técnica. O camisa 1 cinco estrelas tem muita qualidade, mas Rafael, com suas atuações, pode pensar em ser titular, o que não seria nenhum fato fora do normal. 

***

O Atlético fez o dever de casa e derrotou o Figueirense por 3 a 0. A atuação atleticana foi suficiente para conquistar os três pontos e garantir um bom resultado. Não foi a melhor partida do alvinegro dentro do Brasileirão, mas serviu para deixar o Galo no encalço do Flamengo, próximo adversário. 

O técnico Marcelo Oliveira, sabedor de que terá um compromisso dos mais complicados contra o Internacional, pela Copa do Brasil, poupou jogadores importantes, como Fábio Santos e Robinho. Em seus lugares, iniciaram a partida o jovem Leonan e Cazares.

Leonan, atleta formado nas categorias de base do alvinegro, teve uma atuação segura e mostrou eficiência tanto na defesa como no ataque. Em um futuro muito próximo, será titular na lateral-esquerda do Atlético. 

Outro destaque foi a presença de Luan, o Menino Maluquinho. O meia atleticano não jogava há alguns meses, pois estava no departamento médico do Galo. Luan entrou e incendiou a partida que já estava caindo tecnicamente. Melhor que isso, é a torcida que tem um carinho especial por ele, vibrar com seu retorno. No momento em que o jogador entrou no segundo tempo, a atmosfera foi outra, mais alegre nas arquibancadas, e os jogadores sentiram este efeito no campo, ampliando o placar que era de 1 a 0, para 3 a 0 nos minutos finais da partida.

***

O América, mesmo virtualmente rebaixado para a Série B, fez sua parte e venceu o Atlético-PR por 1 a 0. O resultado tirou o Coelho da lanterna, colocando em 20º e último lugar, o Santa Cruz, que outrora foi líder do Brasileirão. 

Muito se pregou no América que as últimas partidas no Campeonato Brasileiro serviriam como "vestibular" para a temporada 2017. Sinceramente, acho improvável selecionar este ou aquele jogador para seguir no Coelho no próximo ano. Além disso, a maioria do atual elenco levaria bomba e não teria direito a ficar para recuperação. 

Os únicos que podem ficar para 2017 são os jogadores das categorias de base. Os demais têm um futuro incerto. Não quero elaborar uma lista ou comentar sobre algum jogador, mas acredito que os próprios atletas sabem que seus destinos estão traçados. 

***

Outros assuntos

A Série C do Campeonato Brasileiro estão pegando fogo! (Sim, está melhor do que a Série A). Boa Esporte e Guarani de Campinas farão a final nos próximos dois finais de semana. O Boa, depois de um primeiro semestre desastroso, reencontrou o caminho e chegou à decisão com justiça e uma bela campanha. 

O Guarani mostrou ao Brasil inteiro que ainda é grande, como nos tempos de Zenon, Careca, Jorge Mendonça, Evair, Neto, Djalminha, entre outros. Após perder o primeiro jogo da semifinal contra o ABC por 4 a 0, em Natal, o Bugre fez 6 a 0 no rival dentro do Brinco de Ouro, com direito a três gols de Fumagalli. O resultado não só é histórico para um time que carece de motivação para voltar aos seus grandes dias, como também para o futebol brasileiro, que precisa dar mais carinho e atenção para as divisões inferiores do nosso país. 

***

A torcida do Corinthians deu um novo show de selvageria no Maracanã, contra o Flamengo, no último domingo (23). Após trocar provocações contra os flamenguistas, a Polícia Militar do RJ interviu e acabou agredida por alguns corintianos. Por sorte, os militares contornaram a situação e prenderam os envolvidos. 

A diretoria do Corinthians, por meio de nota divulgada a imprensa, classificou a atitude da Polícia Militar do RJ, que manteve torcedores presos no setor visitante do Maracanã até encontrar os envolvidos, como "atitude covarde". Além disso, criticou os militares dizendo que eles não tiveram "capacidade de prender em flagrante os envolvidos". 

Ora, direção corintiana! Alguns vândalos trajados de corintianos vão ao estádio, causam baderna, agridem um policial que estava trabalhando, e vocês classificam a decisão da polícia como "atitude covarde"? Não é a primeira vez que isso acontece e vocês saem em defesa de bandidos.

 

Eles NUNCA MAIS deveriam pisar em um estádio de futebol. Falta rigor para punir estes bandidos que estragam os espetáculos de futebol. Enquanto não forem tomadas medidas judiciais contra estes BANDIDOS, os estádios e os torcedores de bem ficarão a mercê de vagabundos e ordinários que vão ao campo unicamente para fazer algazarra e não para torcer.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!